//Boletim Abril 2013

Boletim Abril 2013

2013-04-17T19:52:41+00:00abril 17th, 2013|Boletim|

“A misericórdia transforma o mundo” – essas palavras do Santo Padre na sua primeira oração do Angelus são como um apelo, para nós, a trilhar de modo ainda mais decidido o caminho que o Padre Werenfried indicou desde o início e sempre em sintonia com os Papas.

Este é apenas o editorial do Boletim de Abril de 2013.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

 

Também este Papa é um novo presente de Deus, e nós não só lhe damos as boas vindas de todo o coração, como também lhe prometemos a nossa fidelidade. O serviço fiel à Igreja que sofre é um serviço de misericórdia. Com o Santo Padre nós queremos mudar o mundo para melhor. “Um pouco de misericórdia faz do mundo um lugar menos frio e mais justo”, diz o Papa Francisco. Suas palavras são palavras de alguém que ama. Elas nos indicam o caminho.

Também na sua primeira homilia, no segundo dia de pontificado, quando o Papa concelebrava a Santa Missa Pro Ecclesia com os cardeais na Capela Sistina, pronunciou palavras que nos tocam o coração: a Igreja é mais do que uma instituição beneficente. O que importa é caminhar sempre na presença de Cristo, edificar sobre Ele e confessar o seu Nome. Disso faz parte a cruz. “Quando caminhamos sem a cruz, (…) não somos discípulos do Senhor.” Não seria isso também um apelo para a nossa coragem de testemunhar e também para a nossa disposição de estarmos ao lado justamente dos cristãos perseguidos e sofredores no mundo inteiro, obrigados a carregar cruzes particularmente pesadas?

“Precisamos compreender bem essa misericórdia de Deus, desse Pai misericordioso de paciência infinita. (…) Ele nunca se cansa de perdoar, mas nós, às vezes, nos cansamos de pedir perdão.” O Papa Francisco nos encoraja. Agradeçamos a Deus por esse presente.

Na plena alegria,

Johannes Freiherr Heereman
Presidente Administrativo

One Comment

  1. william martins 2 de julho de 2013 at 13:14 - Reply

    O Vaticano confirmou o frio assassinato do padre franciscano François Murad (49). Ele foi decapitado em público no domingo, 23 de junho, por terroristas islâmicos radicais em Gassanieh, norte da Síria;por que isso nao é divulgado?

Leave A Comment