//Atletas de Cristo – Boletim Junho 2014

Atletas de Cristo – Boletim Junho 2014

2014-05-29T16:04:14+00:00junho 1st, 2014|Boletim|

“Não sabeis que os que correm no estádio, correm todos, mas um só ganha o prêmio? Correi, portanto, de maneira a consegui-lo. Os atletas se abstêm de tudo para ganharem uma coroa perecível, nós, porém, para ganharmos uma coroa imperecível” (1Cor 9,24).

Sempre me impressionei e, ao mesmo tempo, me questionei ao ver o poder de uma simples bola unindo os torcedores de seus times e, numa copa do mundo, ter o poder de transformar jogadores de times rivais num só time, independente da posição social, cor ou credo dos seus torcedores. Esse é o espetáculo que nos oferece uma copa do mundo de futebol. Mas, se uma simples bola é capaz de nos unificar em torno da busca da mesma vitória, por que Cristo, em sua causa e em sua Boa Nova, não nos une também?

Se o apóstolo Paulo, no seu ardor missionário para tornar compreensível a Boa Nova de Jesus entre os gentios, se serviu do ambiente esportivo da cidade de Corinto, o que temos que aprender hoje?

Paulo compara a vida de um cristão à vida de um bom atleta. Sabemos que um bom atleta não mede esforços para se preparar para a competição. É alguém disciplinado na busca de seus objetivos. Assim também o bom cristão deve assumir a disciplina interior na busca de sua meta, que é seguir e viver Jesus através da fidelidade de escuta da Palavra de Deus, na vivência dos sacramentos em comunhão com a Igreja.

O bom atleta tem por objetivo vencer. Ele tudo faz, como se submete a uma dura disciplina de exercícios e de renúncias para conseguir a vitória que aspira. Sua meta é vencer o concorrente. O bom cristão também deve conhecer e lutar por sua meta. “Quem perseverar até o fim será salvo”, (Mt 24,13).

Cristo fundou a sua Igreja sob o time dos 12 apóstolos e neles nos prometeu sua companhia até o fim dos tempos. Jesus, numa comparação, é o nosso capitão do time. Ele é nosso único Salvador e Redentor que já nos obteve a vitória contra o pecado e a morte através dos méritos de sua vida, paixão, morte e ressurreição.

A Igreja forma o time dos seguidores de Jesus, responsáveis por levar, sob a assistência do Espírito Santo, a Boa Nova da salvação a todos os povos da terra. Nos jogos humanos, apenas um é o vencedor final. Na Igreja de Cristo não existe o primeiro, a lógica é outra, para ser o primeiro se torna obrigatório ser o último no amor.

Se quisermos pertencer ao time de Cristo, e se quisermos obter o prêmio da vitória final precisamos fazer com que todos vençam e nenhum seja vencido!

Padre Evaristo Debiasi

 

Este é apenas o editorial do Boletim de Junho de 2014.
Você pode baixar o boletim na íntegra ao final deste texto (anexo).

One Comment

  1. Fabiano Soares de Moraes Barbosa 6 de julho de 2014 at 23:59 - Reply

    Tudo bem Padre Evaristo Debiasi? Gostaria de apresentar meu projeto social o 3KM SOLIDÁRIO, onde nós convertemos nossos treinos de corrida, ciclismo, natação e caminhadas em doações de alimentos não perecíveis. Este conceito eu criei em 2012 e ao longo dos anos, os atletas solidários vem atendendo várias instituições. Nossas doações são feitas mensalmente. Tem outras ações que desenvolvo ao longo do ano: corridas e caminhadas com caráter social, doações de materiais de esporte, roupas, materiais escolar e outros. Quem sabe um dia meu projeto possa ajudar em alguma causa AIS, fico a disposição para maiores informações, obrigado pela atenção! Nosso facebook esta mais atualizado, faça uma visita: facebook.com/3kmsolidario

Leave A Comment