“A alma humana tem duas forças, uma ativa e outra contemplativa. Por meio da primeira se avança, e por meio da segunda se alcança a meta.” Esta frase de Santo Agostinho anima as irmãs religiosas da jovem comunidade ‘Maria Estrela da Manhã’, que são contemplativas, mas não de clausura.

Elas cultivam a oração silenciosa e a Adoração, especialmente com jovens. Fundada na Espanha em 2014, a comunidade já conta com 300 Irmãs religiosas em 13 países. Há três anos elas estão também em Burkina Faso, na Arquidiocese de Ouagadougou. Lá, elas vivem de acordo com as regras religiosas, que estabelecem a primeira oração às cinco horas da manhã. Durante o dia chegam os fiéis das comunidades, pedem conselhos e rezam com elas. Muitas vezes as Irmãs também vão às aldeias, para ajudar as mulheres nas atividades domésticas ou para falar de Deus às crianças.

É missão, com oração e ação. A seara germina. E nas frequentes noites de Adoração, especialmente antes de grandes festas como Páscoa, Pentecostes e Natal, são os jovens que vêm até as Irmãs. Aqui, na capela da comunidade, se vê concretamente o que o Papa Francisco formulou: “A juventude é a maior e mais preciosa riqueza da África”.

Alegria na missão e total confiança em Deus

Elas precisam de uma sólida formação, do espírito e do coração, para levar as crianças e os jovens de hoje até Deus. Nesse sentido, as Irmãs se apoiam principalmente na Sagrada Escritura e nos documentos do Magistério. Elas estudam e rezam em pequenos grupos. Mas é o exemplo das Irmãs e a sua alegria de viver que convencem toda essa gente de que vale a pena viver para Deus.

Nesses poucos anos, desde que as quatro Irmãs provenientes da França, de Taiwan e dos Camarões vivem na Arquidiocese, no Santuário Mariano de Nossa Senhora de Yagma, o número delas já aumentou para sete. E outras já estão aguardando, mesmo sabendo que as Irmãs vivem na pobreza. Elas precisam de recursos para o aluguel, alimentação, transporte, remédios e necessidades do dia a dia. Parte desses recursos elas conseguem pela venda de tecelagem, bordados e decoração de velas de Páscoa. Mas, concretamente, as Irmãs dependem de doações, isso numa nação que está entre as mais pobres do mundo. Elas se confiam inteiramente na Providência de Deus. Hoje, essa Providência pode ser você, por meio da ACN. Nós prometemos ajudar as religiosas, resta-nos apenas saber quem se compromete conosco.