Cristina, a menina cristã iraquiana de três anos sequestrada em Qaraqosh quando a região foi tomada pelos terroristas, foi recentemente libertada e devolvida à família, quase três anos depois.

Publicado em Notícias
Segunda, 27 Março 2017 14:29

12 mil casas danificadas pelo EI

Mais de 12 mil casas em 12 aldeias cristãs na Planície de Nínive acabaram sendo danificadas pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI); 669 foram totalmente destruídas. Este é o resultado de pesquisa realizada pela ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre. Segundo a pesquisa, os custos necessários para a reconstrução somam mais de 200 milhões de dólares.

Publicado em Notícias

No Iraque, muitas famílias cristãs que tiveram que abandonar seus lares já começam a retornar para as suas aldeias de origem na Planície de Nínive. Entretanto, elas ainda precisam de ajuda para alimentos e necessidades básicas. O Arcebispo Caldeu Bashar Warda de Erbil explica que os benfeitores da ACN são para essas famílias verdadeiros 'bons samaritanos'.

Publicado em Projetos
Quinta, 08 Junho 2017 11:02

A vida dos deslocados internos do Iraque

Dom Bashar Matti Warda, Arcebispo Caldeu de Erbil, Iraque, falou à ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – sobre a situação atual das famílias cristãs em Erbil, expulsas de Mossul e da Planície de Nínive em 2014 pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI). Esses cristãos dependem de ajuda enquanto esperam para retornar para suas aldeias de origem nos próximos meses.

Publicado em Notícias
Quarta, 17 Agosto 2016 08:35

A força do povo iraquiano

Declarações do Padre Andrzej Halemba, coordenador dos projetos da ACN no Oriente Médio, sobre a situação dos cristãos no Iraque dois anos após a sua fuga do grupo Estado Islâmico.

Publicado em Notícias

Nesta quarta-feira, 19 de outubro, após dois anos da invasão da planície de Nínive, no Iraque, tomada pelo grupo Estado Islâmico (EI), o presidente executivo da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), Johannes Heeremann, informou a libertação da cidade de Qaraqosh, realizada pelas forças armadas locais na região. “Qaraqosh está livre. E aparentemente parte das comunidades vizinhas de Bartella e Karamlesh também foram libertadas”, disse Heeremann, após receber um comunicado emitido pela organização CAPNI (Christian Aid Program Nohadra - Iraq), que informava que os combatentes do EI deixaram o local sem qualquer resistência.

Publicado em Notícias
Segunda, 12 Dezembro 2016 14:53

Iraque: “Nós ainda temos medo”

Durante visita à sede da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), o arcebispo católico sírio de Mossul, Yohanna Petros Mouche, declarou que os cristãos ainda temem retornar aos seus locais de origem, apesar da liberação da planície de Nínive. Ele disse que “não está claro” quem garantirá a segurança nas aldeias já liberadas e falou que se sente “traído” pelo governo.

Publicado em Notícias
Quarta, 07 Dezembro 2016 14:56

O Padre do Povo

A sua história é exemplar. E inflama a nossa própria fé. Expulso da sua aldeia no auge dos ataques jihadistas no Iraque, Martin Baani foi obrigado a fugir, como todos os outros, apenas com a roupa do corpo. Só teve tempo para salvar o Santíssimo da igreja de Karamlesh, onde vivia. Todo o resto ficou para trás.

Publicado em Notícias
Segunda, 02 Janeiro 2017 17:29

Iraque: Natal com esperança

Este ano, os refugiados cristãos na parte norte do Iraque estão animados duplamente para celebrar o nascimento de Cristo. Isto porque a grande maioria das vilas das planícies de Nínive, que foram ocupadas pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) desde o verão de 2014, foram liberadas agora. Na época, 120 mil pessoas fugiram da ameaça jihadista que avançava, deixando apressadamente suas casas. "Quando recebemos a notícia de que o EI estava recuando, espontaneamente uma festa estourou nos campos de refugiados. As pessoas saíram às ruas para dançar e cantar, como se não tivessem outros problemas em suas vidas ", disse o padre Luis Montes, vigário episcopal do bispo latino do Curdistão. Ele vive no Iraque desde 2010.

Publicado em Notícias
Quarta, 14 Junho 2017 13:10

Padres construtores de Nínive

às vezes acontece de padres terem que improvisar outros papéis, como o de pais, conselheiros, professores... e, às vezes, instrutores técnicos. No Iraque, onde o grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) danificou, ou mesmo destruiu, quase 13 mil casas de famílias cristãs na Planície de Nínive, os padres precisaram assumir o papel de engenheiros ou de mestres de obras, a fim de contribuírem com o possível retorno dos fiéis para suas cidades e aldeias de origem. Padre Georges Jahola, da Igreja Católica Síria, e Padre Salar Boudagh da Igreja Católica Caldeia são os responsáveis pelas atividades de reconstrução em algumas aldeias cristãs da Planície de Nínive.

Publicado em Notícias
Página 1 de 2