Quarta, 05 Agosto 2009 15:40

Um olhar para o futuro

Escrito por Padre Werenfried
Avalie este item
(2 votos)

Fundei minha obra depois da guerra, inicialmente a fim de ajudar os alemães banidos de sua pátria, mais tarde também os refugiados de todo o mundo. Seguiu-se a ajuda à Igreja perseguida. Pudemos ajudar praticamente em todos os países do bloco comunista, e hoje somos, de certa forma, especialistas nesta área.

Sempre chamei a atenção para o fato de que precisávamos nos preparar para o "dia das portas abertas", como o denominei. Para mim era claro que, quando as portas se abrissem, se faria um vácuo monstruoso, uma imensa fome da Palavra de Deus, de padres, sacramentos e amor. Sobretudo então é que se iria necessitar da nossa ajuda. Foi para isso que rezamos e trabalhamos. No entanto, há aproximadamente dez anos, fico muito preocupado ao observar que nós, do Ocidente, nos encontramos em uma tamanha crise religiosa que dificilmente teremos condições de ajudar satisfatoriamente. São demais os padres e as vocações religiosas que perdemos. Hoje, faltam-nos missionários para o Leste.

Nosso cristianismo deveria ser hoje tão ardente e tão brilhante, que pudéssemos convencer os outros de que temos a verdade e a vida. A juventude do Leste Europeu perdeu a fé em Marx. Procura novos valores. Nós, ao contrario, muitas vezes perdemos a fé em Cristo. A Igreja tem aqui uma responsabilidade histórica com o futuro. Uma das nossas tarefas mais importante é, portanto, a formação de novos sacerdotes, como por exemplo, quase onze mil na Polônia e milhares de outros no Leste Europeu, no Terceiro Mundo e no Ocidente.

Lido 24410 vezes Última modificação em Quarta, 29 Agosto 2012 11:23
Mais nesta categoria: « Obrigado Primeiro Advento »

1 Comentário

  • Link do comentário Maria Teresa de Castro Fugulin Sábado, 06 Março 2010 08:37 postado por Maria Teresa de Castro Fugulin

    Vejo as prtas abertas para todos.A luta e tudo mais faz parte do caminho do cristão e o calvário de Jesus Cristo deve ser vivido co garra,ismplicidade e muito "amor".Lutas smpre vamos ter.quisera eu como o Pde.santo de nossos dias,me desse a oprtunidade de percorrer o mundo todo para abençoar todos os povos!E beijar com meu coração cada cristão que sofre no mundo pelo egoismo e maldade de pessoas que ainda não aprenderam o que é ser Cristão Católico.Obrigada!AMÉM!

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.