Segunda, 10 Maio 2010 09:29

Maio

Escrito por Padre Werenfried
Avalie este item
(1 Voto)

No plano divino da Salvação, Maria ocupa um lugar extraordinário. A redenção do gênero humano começa em seu regaço virginal e só se completará, segundo a vontade de Deus, com a sua colaboração e a sua intercessão. As honras com que ela é coberta pela Igreja encontram fundamento nesta sublime eleição de Deus.

Maria é a mãe do Filho de Deus. É a Filha amada do pai. É a esposa do Espírito Santo. Por sua cooperação na obra redentora de Jesus, ela está num plano inatingível, elevada acima dos anjos e dos homens. É digna de todo louvor porque é a cheia de graça, e sua santidade imaculada, perfeita desde sua concepção, conservou-se durante uma vida inteira dedicada ao cumprimento da vontade de Deus, até chegar ao amargo fim, quando se tornou Mãe das Dores. Seu lugar na Igreja é único, onde é o membro mais digno, o exemplo mais seleto, a mãe desvelada. Como poderosa intercessora, ela continua, depois de sua assunção ao céu, estreitissimamente ligada a todos que nela buscam refúgio. A sua glória enobrece todo o gênero humano. Deus, que a amou e nela fez grandes coisas, criou-a para fazer dela um dom para si mesmo e para nós.

Lido 7341 vezes Última modificação em Quarta, 29 Agosto 2012 10:54
Mais nesta categoria: « Páscoa Ascensão de Cristo »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.