O Sudão – estamos falando da República do Norte, oficialmente a República do Sudão, que desde 2011 foi desmembrada do país separatista: Sudão do Sul – não é mais um país cristão. Na verdade, hoje 90% da população são muçulmanos. Nos últimos anos, no entanto, o pequeno grupo cristão do país aumentou – embora involuntariamente – por dezenas de milhares de eritreus.

“Eu realmente queria voltar à minha cidade natal, Baghdeda (Qaraqosh)”, diz um sorridente Majid Shaba (45 anos), que dirige um fast-food em Erbil. “Quando o Exército Islâmico invadiu Baghdeda, eu tive que deixar a cidade onde eu comandava o restaurante Chefcity. Eu não deixei a minha cidade por vontade própria. Meu novo restaurante em Erbil vai razoavelmente bem, mas a vida em Erbil não se compara à vida em Qaraqosh: não é a mesma coisa. Por isso quero retornar à Planície de Nínive: eu nasci lá, eu quero viver e morrer lá. Baghdeda (Qaraqosh) é a minha cidade.

7 de novembro de 2017 marca o centésimo aniversário da Revolução de Outubro na Rússia. A Revolução tornou-se uma violenta guerra civil e culminou com o estabelecimento da União Soviética comunista: uma ditadura violenta ideologicamente enraizada no Marxismo, Leninismo e Stalinismo. Isso deu inicio a um dos piores períodos de perseguição na história da Igreja. Agora, 100 anos depois, são os cristãos no Oriente Médio que estão sendo perseguidos. E é a Igreja Russa, antes perseguida, que está trabalhando junto com a Fundação Pontifícia ACN – Ajuda à Igreja que Sofre – para ajudar aqueles que hoje são os perseguidos.

Quarta, 18 Outubro 2017 17:44

Desarmando o coração e a mente

Escrito por

O Cardeal Dieudonné Nzapalainga (o mais novo do mundo, com 50 anos), arcebispo de Bangui, fala sobre o poder da religião em unir as pessoas na luta contra a guerra civil na República Centro-Africana.

Segunda, 09 Outubro 2017 11:49

Cardeal do Mianmar defende Aung San Suu Kyi

Escrito por

"Está sendo uma caminhada na corda bamba e ela está tentando fazer o melhor que pode", Cardeal Bo. O mais antigo bispo católico do Mianmar expressou seu apoio à Sra. Daw Aung San Suu Kyi – apesar das críticas generalizadas da comunidade internacional sobre sua fraca resposta à crise do povo Rohingya no país.

Página 2 de 118