Terça, 08 Agosto 2017 17:33

Atentado na Nigéria

Escrito por

“Não tenho nenhum motivo para pensar que foi um atentado contra a Igreja”. Por telefone à ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, Dom Hilary Paul Odili Okeke, bispo de Nnewi, relata o trágico atentado que ocorreu na manhã de domingo, dia 06 de agosto, na sua diocese, mais precisamente no interior da igreja de São Felipe em Ozubulu, Nigéria.

Durante visita à sede internacional da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, o Arcebispo Dom Moses M Costa, de Chittagong, lamentou o fato de que os direitos das minorias étnicas e religiosas não são explicitamente mencionados na Constituição de Bangladesh. "O governo não reconhece a sua legítima existência e as ignora, de modo que elas quase não têm possibilidade de desenvolvimento", disse ele à ACN. "Além disso, muitas vezes essas pessoas são discriminadas no local de trabalho, em escolas, uma vez que não falam a língua nacional. Quando as minorias étnicas sofrem, a Igreja também sofre, pois 60% dos nossos fiéis católicos pertencem a este grupo". A Igreja Católica é a única instituição que defende os direitos e a dignidade desses povos e se esforça para respeitar e promover sua cultura.

Agora que Mossul foi liberada, poderão os cristãos retornar em breve para as suas casas? Segundo Dom Petros Mouche, arcebispo católico siríaco da segunda maior cidade do Iraque, ainda é muito cedo para isso, mas ele enfatizou a importância de aprender com os acontecimentos passados e da restruturação da paz.

Quinta, 27 Julho 2017 17:11

Sudão: "Temos que evangelizar a cultura"

Escrito por

Dom Michael Didi Adgum Mangoria foi nomeado arcebispo da arquidiocese de Cartum, Sudão, desde novembro de 2016. A ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre - visitou recentemente o Sudão. Durante a viagem, a ACN falou com Dom Michael Didi sobre a situação da Igreja no Sudão. A entrevista foi realizada por Oliver Maksan.

Recentemente, uma delegação da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – visitou o Sudão. Somente em 2016, a instituição de caridade apoiou a Igreja no país africano com quase dois milhões de reais.

Página 8 de 118