Terça, 20 Junho 2017 18:00

20 de Junho: Dia Mundial do Refugiado

Em 2016, a ACN apoiou 96 projetos para refugiados e mais de 11 milhões de euros foram dedicados a ajudar os refugiados em todo o mundo. Estamos com os refugiados!

Publicado em Notícias

Na Planície de Nínive, no Iraque, existem 363 igrejas e outras propriedades eclesiais que foram danificadas ou destruídas pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) e agora precisam ser reconstruídas. As irmãs dominicanas Luma Khuder e Nazek Matty não escondem a ansiedade: "Esperamos poder retornar para Teleskuf o mais rápido possível. As famílias precisam de nós". Padre Andrzej Halemba, presidente do Comitê de Reconstrução de Nínive e responsável pelos projetos da ACN para o Oriente Médio, confirmou que "450 famílias já voltaram para Teleskuf" e espera que muitas outras possam fazer como eles.

Publicado em Projetos

Ouvimos falar deles nas notícias, em reportagens sobre barcos que afundaram no Mar Mediterrâneo. Eles vieram de um país onde não havia guerra, e ainda é considerado um dos piores países para nascer e viver. Muitos se arriscam na tentativa de abandonar o país. E também para muitos, ele são apenas números – um grande número de anônimos – que não despertam grandes emoções.

Publicado em Projetos
Quarta, 07 Dezembro 2016 17:07

A trajetória de uma familia síria

A família de Hani Anton, de 48 anos de idade, possui 5 membros: ele, sua esposa Mary de 42 anos e 3 filhos. O mais velho é o Georgio com 20 anos; a filha do meio é a Joelle, que aos 17 anos está completando seus estudos após interrupção de um ano pelo início da crise; e o caçula é o Johnny de 13 anos, que também ficou fora da escola por um ano por questão médica (passou por três operações por mal formação congênita e obstrução dos ureteres e intentino) e agora termina a escola secundária.

Publicado em Notícias
Segunda, 27 Março 2017 14:29

12 mil casas danificadas pelo EI

Mais de 12 mil casas em 12 aldeias cristãs na Planície de Nínive acabaram sendo danificadas pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI); 669 foram totalmente destruídas. Este é o resultado de pesquisa realizada pela ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre. Segundo a pesquisa, os custos necessários para a reconstrução somam mais de 200 milhões de dólares.

Publicado em Notícias
Quarta, 07 Dezembro 2016 14:56

O Padre do Povo

A sua história é exemplar. E inflama a nossa própria fé. Expulso da sua aldeia no auge dos ataques jihadistas no Iraque, Martin Baani foi obrigado a fugir, como todos os outros, apenas com a roupa do corpo. Só teve tempo para salvar o Santíssimo da igreja de Karamlesh, onde vivia. Todo o resto ficou para trás.

Publicado em Notícias
Quinta, 06 Julho 2017 14:11

Cristãos estão retornando para Alepo

O padre franciscano Ibrahim Alsabagh informa que 15 famílias católicas, que emigraram, já retornaram para a Alepo e muitas outras têm esperança de poder fazer o mesmo.

Publicado em Notícias

Agora que Mossul foi liberada, poderão os cristãos retornar em breve para as suas casas? Segundo Dom Petros Mouche, arcebispo católico siríaco da segunda maior cidade do Iraque, ainda é muito cedo para isso, mas ele enfatizou a importância de aprender com os acontecimentos passados e da restruturação da paz.

Publicado em Notícias
Quinta, 26 Janeiro 2017 12:34

Luta pela sobrevivência no Sudão do Sul

Sudão do Sul, localizado no coração da África, é uma das nações mais jovens do mundo. Ganhou sua independência do Sudão em julho de 2011. Dois anos mais tarde, estourou uma guerra civil, entre o dominante Exército de Libertação Popular do Sudão (Sudan People's Liberation Army -SPLA) e a oposição. O conflito tornou-se desde então uma guerra tribal brutal. O "Acordo sobre a Resolução do Conflito na República do Sul do Sudão", assinado por ambas as facções em agosto de 2015 trouxe paz temporária. O conflito ressurgiu em meados de 2016 e persiste até hoje. Enquanto isso, os cidadãos comuns do Sudão do Sul sofrem com a fome e são capturados no conflito. A ONU calcula que há 1,7 milhões de deslocados internos no país, 75% destes estão lutando para sobreviver nos três estados mais atingidos pelo conflito: Unity, Upper Nile e Jonglei.

Publicado em Notícias
Quarta, 07 Dezembro 2016 09:39

Do Inferno ao Vale dos Cristãos

Era uma família normal, com cinco filhos, trabalho, rotinas. Hoje, quando recordam o que aconteceu, em Raqqa, (cidade transformada na “capital” dos jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico na Síria), não conseguem disfarçar a dor, a inquietação. Até o medo. Hoje estão em segurança, no chamado Vale dos Cristãos, a 45 quilômetros de Homs, um espaço em que centenas de famílias se refugiaram depois de terem fugido da mais inacreditável violência, da mais que provável morte. Ainda hoje, quando falam da sua história, pedem para não revelarmos os seus nomes.

Publicado em Notícias
Página 1 de 2