Sexta, 10 Março 2017 16:50

6 anos de guerra na Síria

Uma mulher chora. Coberta com véu onde está escrito em árabe “Síria”. Grávida, a mulher derrama lágrimas sobre seu ventre onde estão dois bebezinhos lutando. A mãe levanta um punhal com suas mãos ameaçando de morte os frutos do próprio ventre. Esse é um dos inúmeros desenhos enviados de Alepo e de outras cidades na Síria à ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre. As cenas desenhadas pelas crianças são sobre bombardeios, morte, choro, casas destruídas, armas, fogo e guerra, e revelam o profundo sofrimento que têm passado nos últimos seis anos. Em um outro desenho, um homem com uma mala está chorando. Sua mulher com lágrimas nos olhos se despede dele. Ela usa um vestido rosa com corações.

Publicado em Notícias
Sexta, 10 Março 2017 12:11

Síria: uma quaresma de lágrimas

Marcando o início da Quaresma de 2017 com uma carta pastoral compartilhada à ACN – Ajuda à Igreja que Sofre, o líder da Igreja Maronita em Damasco, o Arcebispo Samir Nassar, descreveu a situação na Síria em termos de um “apocalipse... um grande deserto de ruínas, edifícios pulverizados, casas queimadas, bairros transformados em cidades fantasmas, aldeias arrasadas no chão".

Publicado em Notícias
Segunda, 12 Dezembro 2016 14:53

Iraque: “Nós ainda temos medo”

Durante visita à sede da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), o arcebispo católico sírio de Mossul, Yohanna Petros Mouche, declarou que os cristãos ainda temem retornar aos seus locais de origem, apesar da liberação da planície de Nínive. Ele disse que “não está claro” quem garantirá a segurança nas aldeias já liberadas e falou que se sente “traído” pelo governo.

Publicado em Notícias
Segunda, 12 Dezembro 2016 12:55

Explosão de bomba na catedral copta do Cairo

A explosão de uma bomba junto à Catedral copta de São Marcos, no bairro de Abbasiyado, na capital do Egito, ontem (11 de dezembro de 2016), durante a celebração da Missa, provocou a morte de pelo menos 25 pessoas, entre os quais também crianças, e mais de 50 feridos.

Publicado em Notícias

Ela ainda é jovem. Foi apenas em 2012 que as autoridades locais finalmente concederam uma licença para a construção de uma igreja em um novo subúrbio da cidade. É a única igreja católica para a cidade e arredores. A paróquia cobre uma vasta área de cerca de 1200 km², com o resultado que para muitos dos fiéis católicos que vivem longe, o caminho para a igreja é muito longo.

Publicado em Projetos
Segunda, 02 Janeiro 2017 17:29

Iraque: Natal com esperança

Este ano, os refugiados cristãos na parte norte do Iraque estão animados duplamente para celebrar o nascimento de Cristo. Isto porque a grande maioria das vilas das planícies de Nínive, que foram ocupadas pelo grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) desde o verão de 2014, foram liberadas agora. Na época, 120 mil pessoas fugiram da ameaça jihadista que avançava, deixando apressadamente suas casas. "Quando recebemos a notícia de que o EI estava recuando, espontaneamente uma festa estourou nos campos de refugiados. As pessoas saíram às ruas para dançar e cantar, como se não tivessem outros problemas em suas vidas ", disse o padre Luis Montes, vigário episcopal do bispo latino do Curdistão. Ele vive no Iraque desde 2010.

Publicado em Notícias
Sexta, 05 Maio 2017 16:59

Liberdade crucificada!

Como eu - feito refém por um grupo de jihadistas, preso por quase cinco meses, frequentemente ameaçado de decapitação, e depois de testemunhar o sequestro e prisão de 250 dos meus paroquianos - como eu podia responder à minha liberação? Havia algum espaço para o amor nesta experiência?

Publicado em Notícias

Depois da reunião no Vaticano entre o Papa Francisco e Ahmed al-Tayeb, o Grande Imã da Universidade muçulmana sunita al-Azhar, as esperanças aumentaram no Egito de que cristãos e muçulmanos fiquem mais próximos.

Publicado em Notícias

A Sat7, criada há dezesseis anos, é mantida pela ACN – Ajuda à Igreja que Sofre

Publicado em Projetos
Terça, 20 Agosto 2013 13:31

Assim são os ataques à igrejas no Egito

A violência anti-cristã que ocorre no Egito não tem precedentes. Na última semana, cerca de 58 igrejas foram atacadas e queimadas por extremistas islâmicos, de acordo com a agência de notícias Fides. Outras fontes eclesiais elevam este número para 80 igrejas e instituições cristãs atacadas nos últimos dias. A fundação pontifica Ajuda à Igreja que Sofre teve acesso a várias imagens que atestam estas graves violações por todo o país, mas especialmente na área de Beni Suif, Assiut e Alto Egito.

Publicado em Notícias
Página 1 de 3