Sexta, 24 Agosto 2012 15:31

Ajuda à Igreja que Sofre

ACN

Na dinâmica do amor, é mais feliz quem dá do que quem recebe.

Publicado em ACN
Terça, 01 Abril 2014 11:14

Milagre de generosidade e sacrifício

Relatório anual 2013 aponta o segundo maior orçamento da história da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) e relata como benfeitores puderam ajudar a Igreja que sofre no mundo.

Publicado em Projetos
Sexta, 20 Abril 2012 11:02

Com o olhar das Crianças

"Eu encontro inspiração na Sagrada Escritura e nas pessoas", diz Conchita Gomez, artista, assistente social e religiosa. A Irmã de 75 anos vem de Pamplona, no norte da Espanha, mas vive e trabalha há anos no Peru.

Publicado em Notícias
Quarta, 21 Dezembro 2011 14:27

Muito obrigado e feliz Natal

Não há outra palavra a não ser aquela a qual repetimos todo final de ano: obrigado! Mais uma vez você esteve junto conosco e auxiliou as mais diversas necessidades que durante o ano surgiram.

Publicado em Notícias

Na continuação do processo de elevação da associação internacional "Ajuda à Igreja que Sofre" (AIS) ao status de fundação pontifícia, tal como proposto pelo Papa Bento XVI, foi constituído no dia 22 de maio (2012), em Roma, o organismo de coordenação superior, chamado Conselho Curador da Fundação.

Publicado em Notícias
Terça, 07 Fevereiro 2017 14:24

70 anos de Ajuda à Igreja que Sofre

Pedro perguntou a Jesus: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: ‘Não lhe digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete’” (cf. Mt 18,21- 22). Sim, com essa louca exigência da reconciliação, que parecia escandalosa no pós-guerra, foi que começou, há 70 anos, a atual Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre.

Publicado em Deus quer falar
Quinta, 30 Agosto 2012 09:55

Diretrizes espirituais

§ 2º

Nessa ocasião, vi como meu dever sacerdotal pregar a reconciliação e restaurar o amor na Igreja e no mundo. Um tal amor exigia um compromisso pessoal com os famintos, os nus, os prisioneiros e todos os outros incluídos por Cristo na Sua descrição do Julgamento Final e onde Ele Próprio está presente escondido. Exigia a disponibilidade para reconhecer e amar Cristo no menor dos Seus irmãos – e não excluindo os nossos inimigos. Pois o amor aos inimigos é a essência do cristianismo. (Werenfried van Straaten o.praem)

Conheça na íntegra nossas diretrizes:

Diretrizes espirituais

Você pode visualizar as diretrizes espirituais na íntegra clicando na imagem acima ou nas informações deste artigo - abaixo (anexo).

Publicado em ACN
Quarta, 29 Agosto 2012 16:42

Abertura de Projeto

Informamos abaixo quais são os tipos de pedidos pastorais atendidos e apoiados pela Ajuda à Igreja que Sofre no Brasil e no mundo.

Publicado em ACN
Quinta, 09 Fevereiro 2017 12:29

A ACN na África

“É noite na África. E, no meio desta noite, eu viajo de Roma a Kinshasa. A viagem leva 6 horas”. O comentário está datado em abril de 1965 e registrado no livro “Onde Deus Chora” (Where God Weeps). Seu autor é padre Werenfried van Straaten, fundador da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre). As linhas que abrem essa reportagem percorrem os momentos prévios da sua chegada na capital da República Democrática do Congo. Aquela primeira presença no continente se limitou a nove dias durante os quais, além de Kinshasa, conheceu Kivu, Isiro e Kisangani. Durante seu regresso, descreveu os passos dados naquele itinerário como “as estações da Via Sacra”. Depois daquele primeiro trajeto, ocorreram mais cinco viagens, de setembro de 1968 até os finais da década de 80, nas quais o também chamado de Padre Toucinho conheceu as misérias do continente e a pobreza da Igreja. Mas também já visualizava o trabalho que a Igreja deveria realizar na África e o apoio que a ACN poderia oferecer naquele caminho.

Publicado em Notícias
Segunda, 10 Agosto 2009 17:39

História cronológica

A Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) nasceu do sofrimento e da necessidade extrema de um povo que sentiu na própria pele a barbárie da maior guerra do planeta, a II Guerra Mundial. A Alemanha foi totalmente destruída e seu povo jogado nas piores condições humanas imagináveis. Diante deste quadro trágico surge uma esperança que consegue amenizar, ao menos um pouco, a dor deste povo marcado por uma batalha que não teve vencedores.

Publicado em ACN
Página 1 de 4