Sexta, 19 Maio 2017 14:04

Síria: refugiados precisam comer

Ajuda alimentícia a 1.500 famílias de refugiados na região de Damasco.

Publicado em Projetos
Segunda, 10 Julho 2017 14:07

Seis meses de uma tensa paz em Alepo

As tropas aliadas do presidente Bashar Al Assad, finalmente, assumiram o controle da cidade de Alepo, no final de dezembro de 2016. Isso ocorreu apenas seis meses depois de ter cessado o bombardeio da grande cidade no norte da Síria, a maior do país. Era um polo industrial que tinha mais de 2 milhões de habitantes. "Já não há bombas caindo e temos segurança nas ruas", disse D. Antoine Audo, bispo católico caldeu de Alepo e presidente da Cáritas Síria para a delegação da ACN - Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre - que está visitando os projetos na cidade. "Mas a situação não vai mudar muito, infelizmente. A guerra vai continuar, a Síria parece estar dividida como aconteceu com o Iraque".

Publicado em Notícias

No Iraque, muitas famílias cristãs que tiveram que abandonar seus lares já começam a retornar para as suas aldeias de origem na Planície de Nínive. Entretanto, elas ainda precisam de ajuda para alimentos e necessidades básicas. O Arcebispo Caldeu Bashar Warda, de Erbil, explica que os benfeitores da ACN são para essas famílias verdadeiros 'bons samaritanos'.

Publicado em Projetos
Segunda, 12 Dezembro 2016 14:53

Iraque: “Nós ainda temos medo”

Durante visita à sede da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), o arcebispo católico sírio de Mossul, Yohanna Petros Mouche, declarou que os cristãos ainda temem retornar aos seus locais de origem, apesar da liberação da planície de Nínive. Ele disse que “não está claro” quem garantirá a segurança nas aldeias já liberadas e falou que se sente “traído” pelo governo.

Publicado em Notícias
Sexta, 14 Julho 2017 16:28

Revigorando o espírito

A ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – está apoiando mais de 20 acampamentos e cursos de verão¹ este ano, no Oriente Médio e Europa Oriental principalmente.

Publicado em Projetos
Segunda, 24 Abril 2017 13:25

Papa Francisco visitará o Egito

“A visita da Sua Santidade é de grande importância para o nosso povo fiel, mas também para toda a comunidade egípcia em seus diferentes grupos”, escreve Padre Hani Bakhoum Kiroulos, um dos cordenadores da visita papal, à ACN – Ajuda à Igreja que Sofre.

Publicado em Notícias
Quarta, 14 Junho 2017 13:10

Padres construtores de Nínive

às vezes acontece de padres terem que improvisar outros papéis, como o de pais, conselheiros, professores... e, às vezes, instrutores técnicos. No Iraque, onde o grupo autodenominado Estado Islâmico (EI) danificou, ou mesmo destruiu, quase 13 mil casas de famílias cristãs na Planície de Nínive, os padres precisaram assumir o papel de engenheiros ou de mestres de obras, a fim de contribuírem com o possível retorno dos fiéis para suas cidades e aldeias de origem. Padre Georges Jahola, da Igreja Católica Síria, e Padre Salar Boudagh da Igreja Católica Caldeia são os responsáveis pelas atividades de reconstrução em algumas aldeias cristãs da Planície de Nínive.

Publicado em Notícias

Cristina, a menina cristã iraquiana de três anos sequestrada em Qaraqosh quando a região foi tomada pelos terroristas, foi recentemente libertada e devolvida à família, quase três anos depois.

Publicado em Notícias

A ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – está trabalhando contra o tempo, juntamente com o Comitê de Reconstrução de Nínive (NRC) para reparar e reconstruir o maior número possível de casas, para que as famílias católicas siríacas possam retornar a tempo para o início do ano letivo. Pelo menos 600 famílias já retornaram para Qaraqosh, Iraque. Padre Georges Jahola, responsável pela equipe católica siríaca do NRC, prevê com confiança: "Em 10 anos, a cidade estará repovoada como e antes do EI” (referindo-se à ocupação do grupo autodenominado Estado Islâmico).

Publicado em Notícias
Quinta, 06 Julho 2017 14:11

Cristãos estão retornando para Alepo

O padre franciscano Ibrahim Alsabagh informa que 15 famílias católicas, que emigraram, já retornaram para a Alepo e muitas outras têm esperança de poder fazer o mesmo.

Publicado em Notícias
Página 1 de 4