Segunda, 06 Março 2017 16:31

Mais vocações exige mais espaço

As Carmelitas em Tambacan têm uma ótima razão para se alegrarem, pois o seu convento, dedicado ao Imaculado Coração de Maria, tem sido abençoado com novas vocações. Das 33 religiosas ali presentes, 21 são jovens irmãs ainda em formação. E outras três jovens aguardam vaga para entrarem no convento. Por um lado, é um grande presente e graça, por outro, um desafio, pois o convento tem se tornado pequeno para tanta gente. Elas enfrentam agora um dilema: de acordo com a Regra da Ordem Carmelita, cada irmã deve ter sua própria cela. Todavia, estabelecer um novo convento, em um outro lugar, com apenas algumas das irmãs, não seria a melhor opção, além de muito caro para elas. Ao mesmo tempo, mandar embora potenciais vocações seria a pior coisa a se fazer.

Publicado em Projetos

No dia 18 de abril, um incêndio criminoso deixou danos na reitoria da Igreja da Assunção, a catedral do vicariato apostólico do Nepal, situada nos arredores da capital Katmandu. Ninguém foi ferido, os danos foram apenas materiais.

Publicado em Notícias

Farida, muçulmana, dona de uma loja na cidade de Marawi, Filipinas, não teve outra escolha senão deixar os terroristas invadirem e saquearem sua loja no dia 24 de maio. Mas quando os homens armados encontraram 13 empregados amontoados em um canto da loja, Farida olhou os homens nos olhos e disse-lhes em Maranao: "Vocês terão que me matar primeiro antes de tocar neles".

Publicado em Notícias

Faz quase 10 anos que as irmãs da Santa Cruz começaram o seu apostolado no Nepal. Elas ajudam, sobretudo, na educação para crianças de famílias pobres, e acolhem com hospedagem àquelas que moram nas aldeias mais distantes, possibilitando que frequentem a escola apesar da distância de casa. Muitas destas crianças enfrentam uma viagem de 3 horas até sua casa nos feriados escolares. Se elas não tivessem a oportunidade de morar com as irmãs, dificilmente conseguiriam terminar os estudos.

Publicado em Projetos

Como se sabe, faz mais de 60 anos que, a “terra do amanhecer tranquilo” está dividida em dois por uma guerra fratricida e especialmente selvagem. Pude viajar à Coreia do Norte e, apesar da vigilância constante da polícia, foi possível verificar a veracidade de algumas informações e ter contato com numerosos testemunhos de refugiados norte-coreanos.

Publicado em Notícias

Durante visita à sede internacional da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, o Arcebispo Dom Moses M Costa, de Chittagong, lamentou o fato de que os direitos das minorias étnicas e religiosas não são explicitamente mencionados na Constituição de Bangladesh. "O governo não reconhece a sua legítima existência e as ignora, de modo que elas quase não têm possibilidade de desenvolvimento", disse ele à ACN. "Além disso, muitas vezes essas pessoas são discriminadas no local de trabalho, em escolas, uma vez que não falam a língua nacional. Quando as minorias étnicas sofrem, a Igreja também sofre, pois 60% dos nossos fiéis católicos pertencem a este grupo". A Igreja Católica é a única instituição que defende os direitos e a dignidade desses povos e se esforça para respeitar e promover sua cultura.

Publicado em Notícias
Segunda, 12 Junho 2017 13:49

"Marawi está toda arruinada"

Entrevista de Jonathan Luciano, diretor nacional da ACN Filipinas, com o Bispo de Marawi, Edwin dela Peña, sobre a situação na Prelazia de Marawi, no sul das Filipinas, onde o grupo terrorista Maute atacou a cidade, matando cristãos e incendiando edifícios, incluindo a catedral de Nossa Senhora Auxiliadora. Até a finalização desta publicação, sabe-se que 104 pessoas foram mortas e mais de 12.500 famílias foram deslocadas de suas casas. O Pe. Chito Suganob, Vigário Geral da prelazia, foi sequestrado junto com outros funcionários da Catedral. A Conferência Episcopal das Filipinas confirmou a autenticidade do vídeo que circula no Facebook sobre o Pe. Chito Suganob desde o dia 30 de maio.

Publicado em Notícias

"Espero que o governo atue com sabedoria e prudência para evitar um derramamento de sangue", palavras do padre missionário do PIME, Sebastiano D'Ambra. Ele se refere ao sequestro do padre Teresito Soganub e de outros 15 cristãos, nos últimos dias na cidade de Marawi, na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas. Apenas uma semana antes, no dia 23 de maio de 2017, extremistas jihadistas islâmicos, do chamado grupo Maute, tomaram o controle da cidade. Os trágicos confrontos entre rebeldes islâmicos e o exército filipino já causaram a morte de cerca de cem pessoas. Fontes locais falam de decapitações e assassinatos bárbaros cometidos pelo grupo islâmico.

Publicado em Notícias

Nesses três anos após a passagem devastadora do ciclone Yolanda nas Filipinas, a Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) muito tem ajudado na recomposição das dioceses afetadas. Os auxílios financeiros foram usados tanto para assistência de emergência como também para reconstrução de templos e outros prédios das dioceses. Na ilha de Leyte, somente na Arquidiocese de Palo 10 igrejas, parcial ou inteiramente destruídas, tiveram que ser reconstruídas. De acordo com a arquidiocese, 72 das 76 igrejas sofreram algum tipo de dano pelo ciclone.

Publicado em Projetos

A Arquidiocese de Zamboanga tem cerca de 620.000 católicos e já contou com um programa de formação para agentes de pastoral leigos nas 27 paróquias da diocese, cuja tarefa era a preparação de jovens casais para o sacramento do matrimônio e aconselhamento de casais e famílias.

Publicado em Projetos
Página 1 de 3