Quinta, 20 Abril 2017 17:43

Ataque ao seminário

A onda de violência que tem agredido a República Democrática do Congo continua afetando também a Igreja. Contudo, ainda há esperança por paz. Representantes do seminário de Malole, que sofreu um ataque recentemente, pedem orações pela paz no país para que assim possam retornar às atividades do seminário. A ACN – Ajuda à Igreja que Sofre - planeja auxiliar na reforma, assim que a paz seja uma realidade.

Publicado em Notícias

Muitas pessoas sabem já no início da vida o que querem ser. Aos cinco anos de idade, o jovem Jean-Thierry Ebogo dos Camarões já tinha certeza de que queria ser padre. Para ele, ser padre não era nada menos do que "ser Jesus". Então, quando se juntou à Ordem Carmelita em 2003 aos 21 anos, parecia que seus sonhos estavam tangivelmente próximos do cumprimento. Mas a Providência decidiu o contrário. Após apenas um ano, um tumor maligno foi descoberto na sua perna direita. Mesmo a amputação não foi suficiente para estancar a propagação da doença. No momento em que ele foi levado para a Itália para tratamento em 2005, o câncer já havia sido metastatizado.

Publicado em Projetos

Dom Juan José Aguirre, missionário espanhol e bispo de Bangassou, República Centro-Africana, em declarações feitas à ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – na Espanha, denunciou o aumento da violência na sua cidade contra a população muçulmana por parte do “Anti-balaka”, grupo guerrilheiro armado de maioria animista e clara tendência anti-muçulmana.

Publicado em Notícias

Recentemente, uma delegação da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – visitou o Sudão. Somente em 2016, a instituição de caridade apoiou a Igreja no país africano com quase dois milhões de reais.

Publicado em Notícias

O filme "Watu Wote: All of Us" foi indicado para o Oscar na categoria "Melhor Curta de Ação". O filme de 22 minutos é baseado em uma história real e conta o que aconteceu aos passageiros em uma viagem de ônibus para Mandera, uma pequena cidade no nordeste do Quênia, fronteira com a Somália, em dezembro de 2015. O ônibus foi atacado por membros da organização terrorista al-Shabab. O grupo tentou repetir o ataque que realizaram um ano antes (em novembro de 2014). Nessa ocasião, os passageiros cristãos foram separados dos muçulmanos e, depois, assassinados. O massacre custou a vida de 28 pessoas. Desta vez, no entanto, os passageiros muçulmanos se recusaram a cumprir as exigências dos atacantes de se separarem dos cristãos, impossibilitando a identificação entre eles e salvando a vida dos cristãos.

Publicado em Notícias

No dia 31 de dezembro de 2017, uma manifestação organizada em protesto à liderança contínua de Joseph Kabila como presidente do país foi violentamente reprimida. O resultado foram 12 mortos e 120 prisões. A República Democrática do Congo, de fato, passa por uma grande crise desde dezembro de 2016. Abaixo, uma entrevista com o Padre Apollinaire Cibaka Cikongo, professor no Seminário de Cristo Rei em Malole, Kananga, na província de Kasai Central, no sul do país, sobre a situação no país.

Publicado em Notícias
Quarta, 17 Janeiro 2018 15:01

De perseguidor a anunciador

Mais um refugiado cristão chega ao Brasil, a Cáritas é solicitada, mas ninguém entende o idioma. Outra vez é preciso chamar o Moussa Diabate, um voluntário que fala 17 línguas, incluindo vários dialetos africanos. Mas nem sempre foi assim, nem sempre o Moussa esteve disposto a ajudar, antes esteve disposto a matar os cristãos.

Publicado em Notícias

Os bispos do Sudão do Sul levam mensagens de esperança e coragem para a sua sofrida população. Depois do encontro em Juba, em fevereiro deste ano, junto ao núncio apostólico para o Sudão do Sul e Kênia – o Arcebispo Charles Daniel Balvo – os bispos sul-sudaneses responderam aos relatos inquietantes de todas as suas sete dioceses que abrangem todo o país.

Publicado em Notícias
Quinta, 19 Outubro 2017 10:37

O povo de Zâmbia precisa de sacerdotes

Zâmbia, um país sem litoral no sul da África, que tem a sorte de desfrutar de um certo grau de estabilidade - ao contrário de muitos outros países africanos. No entanto, o país ainda enfrenta inúmeros desafios, incluindo pobreza, deficiência infraestrutura e alto índice de pessoas com o vírus HIV/AIDS (cerca de 12%). Devido a isto, numerosas crianças ficaram órfãs.

Publicado em Projetos

Como se não bastasse ser um dos países mais pobres e subdesenvolvidos do mundo, a República Democrática do Congo foi lançada ainda mais na indigência e caos, com a continuação da violência e do conflito armado no país. A falta de segurança e a instabilidade política deixaram as pessoas mais pobres do que nunca.

Publicado em Projetos
Página 1 de 7