Dia após dia, o pequeno Jean-Thierry fazia sorvete a partir de vinte litros de suco de limão para vender na rua. Ele nem mesmo tomava um pouquinho, não importava o quão seca estava a sua garganta por causa do calor e da poeira. Ele estava fazendo isso para ajudar seus pais a ganhar a vida, porque a família era pobre. Mas em seu coração, o menino tinha um grande sonho: ele queria ser como Jesus! E para conseguir isso, ele queria se tornar um sacerdote.

Publicado em Deus quer falar

Bispo acusa as autoridades nigerianas de suprimento suspeito de armas para rede islâmica terrorista, que ele afirma estar infiltrada nos governos estadual e federal.

Publicado em Notícias

14 membros da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, incluindo diretores e membros do departamento de comunicação de diversos escritórios nacionais, viajaram em março para os estados de Borno, Jos e Kaduna, no norte da Nigéria em busca de informações sobre a situação dos cristãos na região e também em solidariedade a eles, em razão das tensões e violência dessa parte do país de maioria muçulmana.

Publicado em Notícias

O vicariato apostólico de Gambella encontra-se no extremo oeste da Etiópia, na fronteira com o Sudão do Sul. É uma região remota e subdesenvolvida, onde existe uma pobreza generalizada. Muitas das crianças estão visivelmente desnutridas, e existem conflitos intertribais recorrentes e intermitentes, sobretudo entre as tribos agrícolas já com residências fixas e as pastorais ainda nômades. O gado se alimenta dos cultivos dos fazendeiros, e eles estão tirando as pastagens tradicionais das tribos pastorais. Nesse conflito sobre recursos escassos, há confrontos frequentes e violentos.

Publicado em Projetos
Segunda, 28 Novembro 2016 16:29

“Eritreia está sedenta por Deus”

Padre Andrzej Halemba, responsável pelos projetos no Oriente Médio da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), conta suas primeiras impressões após sua recente visita à Eritreia.

Publicado em Notícias

Um colaborador da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) retornou recentemente do país conhecido como “a Coreia do Norte da África”. Assim como na Coreia do Norte, os cristãos da Eritreia são presos e, em muitos casos, torturados na cadeia por causa de sua fé. Muitos cristãos são encarcerados sem julgamento ou sem acusação formal. São presos sob o pretexto de porem em risco a segurança nacional. Mais de 3 mil eritreus estão detidos por razões religiosas. Destes, mais de 70% são cristãos.

Publicado em Notícias
Terça, 25 Abril 2017 16:19

"A Igreja é a família de Deus"

Em entrevista à ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, o prefeito da Congregação para o Culto Divino, Cardeal Robert Sarah, fala sobre a contribuição da Igreja na África para a Igreja de todo o mundo sobre o Islamismo, sobre a relação entre política e Igreja e sobre os desafios que a Igreja enfrenta na África. Ele insiste: “a Igreja precisa de unidade na fé, na doutrina e no ensinamento moral. Ela precisa da primazia papal”.

Publicado em Notícias

O período da Quaresma nos proporciona uma excelente oportunidade, uma vez mais, para aprofundar nossa vida interior, para fazer mais boas obras, buscar o perdão de Deus e tentar curar relacionamentos quebrados. Durante este tempo, as leituras das escrituras nos lembram que aqueles que retornam ao Senhor, mesmo que estejam despedaçados pelo pecado, Ele os curará, cuidará de suas feridas e os trará para uma vida espiritual saudável.

Publicado em Deus quer falar
Quinta, 09 Fevereiro 2017 12:29

A ACN na África

“É noite na África. E, no meio desta noite, eu viajo de Roma a Kinshasa. A viagem leva 6 horas”. O comentário está datado em abril de 1965 e registrado no livro “Onde Deus Chora” (Where God Weeps). Seu autor é padre Werenfried van Straaten, fundador da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre). As linhas que abrem essa reportagem percorrem os momentos prévios da sua chegada na capital da República Democrática do Congo. Aquela primeira presença no continente se limitou a nove dias durante os quais, além de Kinshasa, conheceu Kivu, Isiro e Kisangani. Durante seu regresso, descreveu os passos dados naquele itinerário como “as estações da Via Sacra”. Depois daquele primeiro trajeto, ocorreram mais cinco viagens, de setembro de 1968 até os finais da década de 80, nas quais o também chamado de Padre Toucinho conheceu as misérias do continente e a pobreza da Igreja. Mas também já visualizava o trabalho que a Igreja deveria realizar na África e o apoio que a ACN poderia oferecer naquele caminho.

Publicado em Notícias
Sexta, 03 Março 2017 08:41

África




ÁFRICA


UM CONTINENTE DE FÉ, DIFICULDADES E ESPERANÇA























OS LÍDERES RADICAIS QUE SÃO PATROCINADOS PELO EXTERIOR ESTÃO ENSINANDO UM ISLÃ ADULTERADO, EXTREMO NA SUA INTERPRETAÇÃO, GERANDO INTOLERÂNCIA, PERSEGUIÇÃO E TERROR.






Desde 2014, ataques violentos islâmicos já ocorreram em 17 nações africanas Na Nigéria, cerca de 2,5 milhões de pessoas tiveram que fugir da violência do Boko Haram Em Janeiro de 2015, 80% das igrejas do Níger foram atacadas ou queimadas Na Argélia, a evangelização cristã pode ser punida com 5 anos de prisão

Desde 2014, ataques violentos islâmicos já ocorreram em 17 nações africanas



Na Nigéria, cerca de 2,5 milhões de pessoas tiveram que fugir da violência do Boko Haram



Em Janeiro de 2015, 80% das igrejas do Níger foram atacadas ou queimadas



Na Argélia, a evangelização cristã pode ser punida com 5 anos de prisão







QUER SABER COMO É QUE A SUA DOAÇÃO ESTÁ AJUDANDO A ÁFRICA?






BISPO OLIVER DASHE DOEME DE MAIDUGURI, NORDESTE DA NIGÉRIA

“A ACN nos manteve vivos e com esperança; continuamos gratos a todos os nossos benfeitores. Tenham a certeza das nossas orações.”
PADRE AURELIO GAZZERA OCD, MISSIONÁRIO NA REPÚBLICA CENTRO AFRICANA

“Como padre e missionário, o que posso fazer nesta situação? O que pode fazer a Igreja? Nós podemos fazer muito, muito mesmo! Mais do que nunca é preciso reconstruir os corações e a consciência do povo.”

BISPO OLIVER DASHE DOEME DE MAIDUGURI, NORDESTE DA NIGÉRIA

“A ACN nos manteve vivos e com esperança; continuamos gratos a todos os nossos benfeitores. Tenham a certeza das nossas orações.”




PADRE AURELIO GAZZERA OCD, MISSIONÁRIO NA REPÚBLICA CENTRO AFRICANA

“Como padre e missionário, o que posso fazer nesta situação? O que pode fazer a Igreja? Nós podemos fazer muito, muito mesmo! Mais do que nunca é preciso reconstruir os corações e a consciência do povo.”








A AJUDA DA ACN NA ÁFRICA EM 2016








48
PAÍSES APOIADOS


1.805
PROJETOS APOIADOS


4.639
SEMINARISTAS APOIADOS


4.591
RELIGIOSAS APOIADAS


19.602
PADRES APOIADOS


394
CONSTRUÇÕES RELIGIOSAS



48
PAÍSES APOIADOS



1.805
PROJETOS APOIADOS



4.639
SEMINARISTAS APOIADOS



4.591
RELIGIOSAS APOIADAS



19.602
PADRES APOIADOS



394
CONSTRUÇÕES RELIGIOSAS

Publicado em ACN
Página 1 de 4