Como se não bastasse ser um dos países mais pobres e subdesenvolvidos do mundo, a República Democrática do Congo foi lançada ainda mais na indigência e caos, com a continuação da violência e do conflito armado no país. A falta de segurança e a instabilidade política deixaram as pessoas mais pobres do que nunca.

Publicado em Projetos

Quando Antoinette disse ao seu namorado que ela estava grávida, ele simplesmente bateu a porta na sua cara. De repente eles já não tinham mais nenhum contato. O tio de Antoinette, em cuja casa ela estava morando, simplesmente a expulsou de lá quando soube da sua gravidez. A garota de 16 anos se encontrava completamente sozinha. Mesmo tendo todos ingredientes para um final trágico, a história acabou bem. Um vizinho lhe informou sobre um centro para mulheres grávidas e mães solteiras, administrado pela Igreja Católica em Dedougou. Ali Antoinette ficou edeu à luz a sua bebê numa atmosfera de apoio e amor.

Publicado em Projetos
Quinta, 09 Fevereiro 2017 12:29

A ACN na África

“É noite na África. E, no meio desta noite, eu viajo de Roma a Kinshasa. A viagem leva 6 horas”. O comentário está datado em abril de 1965 e registrado no livro “Onde Deus Chora” (Where God Weeps). Seu autor é padre Werenfried van Straaten, fundador da ACN (Ajuda à Igreja que Sofre). As linhas que abrem essa reportagem percorrem os momentos prévios da sua chegada na capital da República Democrática do Congo. Aquela primeira presença no continente se limitou a nove dias durante os quais, além de Kinshasa, conheceu Kivu, Isiro e Kisangani. Durante seu regresso, descreveu os passos dados naquele itinerário como “as estações da Via Sacra”. Depois daquele primeiro trajeto, ocorreram mais cinco viagens, de setembro de 1968 até os finais da década de 80, nas quais o também chamado de Padre Toucinho conheceu as misérias do continente e a pobreza da Igreja. Mas também já visualizava o trabalho que a Igreja deveria realizar na África e o apoio que a ACN poderia oferecer naquele caminho.

Publicado em Notícias

Os capuchinhos têm uma forte presença na Etiópia. Dos 90 ou mais que estão trabalhando ativamente na pastoral, muitos estão servindo em áreas remotas e negligenciadas, onde praticamente não há mais ninguém para ajudar o povo além deles.

Publicado em Projetos
Quinta, 20 Abril 2017 17:43

Ataque ao seminário

A onda de violência que tem agredido a República Democrática do Congo continua afetando também a Igreja. Contudo, ainda há esperança por paz. Representantes do seminário de Malole, que sofreu um ataque recentemente, pedem orações pela paz no país para que assim possam retornar às atividades do seminário. A ACN – Ajuda à Igreja que Sofre - planeja auxiliar na reforma, assim que a paz seja uma realidade.

Publicado em Notícias
Quinta, 13 Abril 2017 10:01

Uma religiosa católica no Níger

É início de janeiro de 2015: Por toda parte os meios de comunicação divulgam caricaturas de Maomé copiadas da revista satírica francesa "Charlie Hebdo". A partir disso, a tensão tem aumentando no Níger. Em 16 e 17 de janeiro deste mesmo ano, manifestantes muçulmanos furiosos começam a atacar igrejas e escolas, conventos e casas religiosas e também cristãos pelas ruas. Zinder e Niamey são as regiões mais afetadas. Os incêndios também estão ocorrendo em Maradi e em outras regiões. Nós – religiosas católicas no Níger desde 2006 – nos preparamos para o pior.

Publicado em Notícias
Quinta, 22 Junho 2017 13:55

"From hole to hope"

_
Publicado em Notícias

Os Bispos da República Democrática do Congo emitiram um aviso de emergência de que a crescente violência e a instabilidade política estão ameaçando a nação com “dissolução e caos”. Os bispos manifestam sua dor por “milhares” de pessoas que perderam suas vidas nos últimos meses, incluindo muitos menores alistados nas diferentes milícias. Além disso, expressaram sua preocupação de que a crise cause fome no país ou uma ruptura da nação.

Publicado em Notícias
Terça, 23 Maio 2017 13:56

Aprendendo sobre Jesus...

Construção de duas salas para catequese na Paróquia de São Paulo Apóstolo das Nações da diocese de Dapaong, Togo.

Publicado em Projetos

Dia após dia, o pequeno Jean-Thierry fazia sorvete a partir de vinte litros de suco de limão para vender na rua. Ele nem mesmo tomava um pouquinho, não importava o quão seca estava a sua garganta por causa do calor e da poeira. Ele estava fazendo isso para ajudar seus pais a ganhar a vida, porque a família era pobre. Mas em seu coração, o menino tinha um grande sonho: ele queria ser como Jesus! E para conseguir isso, ele queria se tornar um sacerdote.

Publicado em Deus quer falar
Página 1 de 6