Quarta, 16 Janeiro 2013 10:37

AIS celebra o 100º aniversário de nascimento e o 10º aniversário de falecimento do Pe. Werenfried

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

A Fundação Pontifícia Católica «Ajuda à Igreja que Sofre» celebra o 100º aniversário do nascimento e o 10º aniversário do falecimento de seu Fundador, o Pe. Werenfried van Straaten

Neste 17 de janeiro o Padre Werenfried van Straaten, fundador da «Ajuda à Igreja que Sofre» estaria completando 100 anos. Ao mesmo tempo, o dia 31 de janeiro marca o 10 º aniversário de falecimento do padre holandês premostratense, que se fez legendário com o apelido de «Padre Toucinho». Com ocasião deste duplo aniversário serão celebradas Missas recordando o Padre Werenfried em numerosos países. Uma das celebrações da Santa Eucaristia será presidida pelo Cardeal Joachim Meisner, arcebispo de Colônia (Alemanha) e amigo íntimo do Padre Werenfried, na Catedral de Colônia, recordando assim o “maior mendigo da história da Igreja”. Anualmente mais de 1.000 fiéis participam na Santa Missa pelo pelo Pe. Werenfried.

Nos 17 países, nos quais «Ajuda à Igreja que Sofre» possui secretariados, todo o ano estará marcado por diferentes ações. O programa compreende exposições, concertos beneficentes, publicações especiais, assim como conversas-debate e encontros, aos quais foram convidados numerosos representantes da Igreja universal. O ano jubilar de 2013 culminará com uma peregrinação à Roma por parte de membros e benfeitores da obra. A AIS, erigida em 2012 pelo Papa Bento XVI em forma de Fundação Pontifícia, deseja expressar assim sua especial união com o Santo Padre, seguindo o legado do Padre Werenfried quem sempre sublinhou que um desejo do Papa era para ele uma ordem.

O Cardeal Mauro Piacenza, Prefeito da Congregação vaticano para o Clero, declarou: «O Padre Werenfried queria consolar os que sofrem, curar suas feridas. Seu agradecimento é o agradecimento do próprio Cristo e a única garantia para a bênção de Deus sobre a obra que desejamos continuar e consumar em Seu nome».

Como este aniversário se celebra em pleno Ano da Fé, o Assistente Eclesiástico Internacional da AIS, padre Martin Barta, expressou seu desejo de que “a firme convicção do Padre Werenfried, quem durante toda sua vida pôde experimentar que Deus nunca nos decepciona e que o Evangelho tem razão em tudo, seja para nós um exemplo para confiar novamente nossa vida a Deus e para orientá-la pela verdade do Evangelho”.

O Padre Werenfried van Straaten nasceu no dia 17 de janeiro de 1913 em Mijdrecht, Holanda, e ingressou na abadia premostratense de Tongerlo, na Bélgica, em 1934. Depois da Segunda Guerra Mundial fez uma chamada aos católicos da Holanda e Bélgica para que ajudassem, com donativos, alimento e roupa, a população alemã que sofria duras penas, reconciliando assim os odiados “inimigos de ontem”. A partir desta ação (por ter arrecadado muito toucinho), ganhou o apelido de «Padre Toucinho», e surgiu uma obra de caridade, que logo estendeu suas atividades ao leste da Europa, Ásia, América Latina e África e que hoje em dia ajuda a Igreja em mais de 140 países. Padre Werenfried também foi o “descobridor” de Madre Teresa de Calcutá, a quem deu a conhecer na Europa nos inícios da década de 60. Foi amigo íntimo do Papa João Paulo II, candidato ao Prêmio Nobel da Paz e um “arquiteto de uma Europa unida e cristã” (Otto von Habsburg).

Padre Werenfried morreu no dia 31 de janeiro de 2003, duas semanas depois de cumprir 90 anos, em meio à admiração do mundo inteiro.

Lido 19329 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.