Segunda, 08 Maio 2017 17:52

O Semblante da Paz

Escrito por
Avalie este item
(1 Voto)
Dom Kyrillos no Santuário Nacional de Aparecida do Norte durante a 55ª Assembleia Geral da CNBB. Dom Kyrillos no Santuário Nacional de Aparecida do Norte durante a 55ª Assembleia Geral da CNBB.

Em maio, apenas 3 dias após a visita do Papa Francisco ao Egito, a ACN recebeu no Brasil o bispo copta católico de Assiut, Dom Kyrillos Samaan. Responsável pelos cristãos de uma das regiões mais pobres e perseguidas do Egito, Dom Kyrillos trouxe para o Brasil uma mensagem de paz ao falar na Assembleia da CNBB e também para a imprensa. “Quando no Antigo testamento o povo precisou de trigo, foram até o Egito; quando a Sagrada Família precisou fugir de Herodes, o anjo apontou para o Egito, hoje queremos que venham até nós em busca de paz”.

Família cristã copta com tatuagens de Cruz
Família cristã copta com tatuagens de Cruz



Apesar de os cristãos estarem no Egito desde o século I, hoje eles são uma minoria perseguida. Impedidos de terem cargos públicos – no seu documento de identidade consta que são cristãos como forma de discriminação – constantemente são vítimas de atentados (como os do Domingo de Ramos deste ano) e, em muitas pequenas vilas, as meninas cristãs são sequestradas por extremistas islâmicos, que as forçam a um casamento e as impedem de verem suas famílias novamente. Mesmo em meio a um ambiente de discriminação e perseguição, muitos egípcios ainda tatuam em seus braços uma cruz, simbolizando a alegria de serem cristãos. Dom Kyrillos afirmou que seu povo está pronto para a perseguição: “O Evangelho não nos enganou quando disse que seríamos perseguidos”.

Sobre a ACN, Dom Kyrillos disse que ficou impressionado quando viu a lista de projetos apoiados em sua região nos últimos dez anos: “Igrejas, seminários, conventos e muitas outras ajudas, tudo para o trabalho pastoral, não sei o que seria dos cristãos sem a ajuda de vocês. Seus benfeitores são santos do tempo presente e levam a voz dos cristãos perseguidos a todos os lugares”.

Lido 1657 vezes Última modificação em Terça, 09 Maio 2017 15:17

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.