Segunda, 06 Março 2017 16:31

Mais vocações exige mais espaço

Escrito por

As Carmelitas em Tambacan têm uma ótima razão para se alegrarem, pois o seu convento, dedicado ao Imaculado Coração de Maria, tem sido abençoado com novas vocações. Das 33 religiosas ali presentes, 21 são jovens irmãs ainda em formação. E outras três jovens aguardam vaga para entrarem no convento. Por um lado, é um grande presente e graça, por outro, um desafio, pois o convento tem se tornado pequeno para tanta gente. Elas enfrentam agora um dilema: de acordo com a Regra da Ordem Carmelita, cada irmã deve ter sua própria cela. Todavia, estabelecer um novo convento, em um outro lugar, com apenas algumas das irmãs, não seria a melhor opção, além de muito caro para elas. Ao mesmo tempo, mandar embora potenciais vocações seria a pior coisa a se fazer.

Quarta, 01 Março 2017 17:41

Uma nova capela para Cuba

Escrito por

A região paroquial de Tamarindo, em Cuba, atende a 3.700 fiéis, estes, em sua maioria, são paroquianos realmente comprometidos. Todavia, até pouco tempo atrás, a vida da paróquia se desenvolvia a partir das casas dos próprios fiéis, desde que a antiga capela – a única disponível para a comunidade – chegou a um estado deplorável e foi, finalmente, demolida. Era preciso a construção de uma nova igreja, mas infelizmente a Diocese de Ciego de Avila, à qual a paróquia pertence, não tem recursos para isso. É, na verdade, um grande desafio manter as igrejas e capelas existentes, de modo que a ideia de uma nova igreja, ainda que modesta, parecia ser um sonho utópico. Assim como o país, a Igreja em Cuba é pobre, e também as pessoas. As ofertas dos fiéis, embora repletas de amor, não são suficientes para arcar com tais empreitadas.

Para muitos essa é uma combinação nada convencional, mas para um grupo de jovens cariocas, o Carnaval é mais uma oportunidade de falar de Jesus de uma maneira alegre, criativa e inovadora.

Quinta, 16 Fevereiro 2017 12:46

Ir aonde não há padre

Escrito por

“Tupãsy! Tupâsy? A mãe de Jesus está chegando!” Essas foram as palavras ditas em Guarani para recepcionar as Missionárias de Jesus Verbo e Vítima. O povo das aldeias remotas do departamento de Canindeyú do Paraguai, fronteira com os estados brasileiros do Mato Grosso do Sul e Paraná, nunca tinham visto freiras usando véus antes.

Sexta, 27 Janeiro 2017 12:54

Graças sem nomes e sem rostos

Escrito por

Fomos muitíssimo abençoadas com graças extraordinárias. Muitas dessas graças têm nomes e rostos; outras nos são enviadas de maneira quase imperceptível”.

Página 9 de 67