A cerca de 97 km de distância da capital La Paz, na Bolívia, se encontra a pequena cidade de Coroico. Uma cidade rural cujo cultivo principal é de café e coca, e numa menor escala também milho, abacaxi e alguns outros vegetais. Todavia, a criação de aves e porcos constitui a principal atividade econômica local.

Publicado em Projetos
Quinta, 16 Fevereiro 2017 12:46

Ir aonde não há padre

“Tupãsy! Tupâsy? A mãe de Jesus está chegando!” Essas foram as palavras ditas em Guarani para recepcionar as Missionárias de Jesus Verbo e Vítima. O povo das aldeias remotas do departamento de Canindeyú do Paraguai, fronteira com os estados brasileiros do Mato Grosso do Sul e Paraná, nunca tinham visto freiras usando véus antes.

Publicado em Projetos
Terça, 10 Janeiro 2017 13:18

Paraguai: o Reino é semeado

O vicariato de Chaco Paraguaio está localizado no oeste do Paraguai. Há 11 grupos indígenas de etnias diferentes vivendo dentro desse território, cada um falando sua própria língua. A região cobre uma área de 96 mil km² - quase o tamanho da Áustria. Os cerca de 30 mil habitantes do vicariato vivem dispersos e seu sustento vem de tudo o que solo, saturado de sal e, às vezes, pantanoso pode produzir. Muitos jovens não veem futuro para eles ali e outros também não completam os estudos, ao invés disso, emigraram para outras partes do país em busca de emprego, ou se envolvem com gangues de rua. Há uma grande ruptura da estrutura familiar tradicional e muitos pais se veem incapazes de instruir, direcionar bem os seus filhos.

Publicado em Projetos

O Cardeal Baltazar Enrique Porras, Arcebispo de Mérida, esteve na sede internacional da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, e falou sobre a grave situação do país e dos terríveis problemas que o povo venezuelano tem passado, como a escassez de medicamentos e alimentos. Ele pediu também que todos os fiéis se unam na Jornada de Oração pela Venezuela, convocada pela conferência dos bispos do país, que acontecerá no próximo domingo, 21 de maio. A ACN participará desta Jornada de Oração pela Paz na Venezuela.

Publicado em Notícias
Segunda, 15 Maio 2017 16:04

Indo mais longe...

Há 45 anos a irmã Maria Luisa Maduell deixou tudo para seguir a Cristo na Congregação das Irmãs de Jesus. Uma vocação que a levou da Espanha para o interior da região amazônica do leste do Peru, no vicariato apostólico de Yurimaguas, uma região em grande parte coberta pela floresta tropical. Ela acredita que foi a Providência que a enviou aos indígenas da floresta tropical.

Publicado em Projetos
Terça, 18 Outubro 2016 15:49

Estrago do furacão Matthew em Cuba

“Sinceramente, não sei como começar a descrever o que aconteceu nestes dias” escreve Dom Wilfredo Pino Estévez, bispo da diocese cubana de Guantánamo-Baracoa numa mensagem à Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) depois que o furacão Matthew, categorizado no nível 4, arrasou em poucas horas a parte leste da ilha na noite de segunda-feira, 4 de outubro. Graças a Deus, a solidariedade das pessoas e ao sistema de evacuação civil que Cuba tem praticado há anos, não houve nenhuma morte, embora a destruição tenha sido enorme.

Publicado em Notícias

O sacerdote Miguel Ángel Machorro que foi apunhalado por arma branca nesta segunda-feira, dia 15 de maio, pela tarde, no altar-mor da Catedral Metropolitana do México, está entre a vida e a morte, segundo informado na coletiva de imprensa realizada na própria igreja.

Publicado em Notícias
Terça, 23 Agosto 2016 15:49

Colômbia: ajuda para o futuro da Igreja

A Diocese de Cúcuta, no nordeste da Colômbia, tem este ano uma razão especial para celebrar: o seminário diocesano comemora seu 30º aniversário de fundação. O reitor, padre José Abel Sierra Parra, escreveu à Ajuda à Igreja que Sofre (ACN): "Agradecemos a Deus pelo fato de que, durante este tempo, Ele nos abençoou não só com numerosas vocações, mas também com pessoas que nos têm ajudado muito, espiritual e materialmente."

Publicado em Projetos

A Venezuela está atravessando uma profunda crise e, como consequência da inflação galopante, os alimentos básicos se converteram em artigos de luxo. Em muitas áreas o abastecimento de água potável é insuficiente e o sistema médico de saúde está sobrecarregado. A violência e a insegurança aumentaram e a taxa de assassinatos cresce.

Publicado em Projetos
Quarta, 22 Março 2017 16:31

Um ano pós terremoto no Equador

Faz um ano que o Equador viu que “seu mundo ruía”. Segundo fontes oficiais¹, foram 661 mortos e milhares de pessoas que perderam suas casas e trabalhos. Muitos deles ainda vivem na rua, em cabanas de bambu ou containers pré-fabricados nos quais, teoricamente, ficariam por algumas semanas. “Cerca de 1500 a 2000 pessoas sofrem nessas circunstâncias”, diz Pe. Walter Coronel - que supervisiona os projetos de reconstrução na Arquidiocese de Portoviejo - durante visita a sede internacional da ACN – Ajuda à Igreja que Sofre. “Muitas delas vivem em áreas rurais pobres, onde as condições já eram difíceis mesmo antes do terremoto e, agora, estão ainda piores. É impossível que sigam adiante sem ajuda”.

Publicado em Projetos
Página 1 de 2