Quinta, 11 Maio 2017 12:21

Paquistão: ajuda para vítimas de ataque à Igreja

Escrito por
Avalie este item
(5 votos)

Uma generosa doação, feita pelos benfeitores da ACN, foi enviada para ajudar as vítimas do terrível ataque suicida à Igreja de São João em Youhanabad, em março de 2015, no qual 20 pessoas morreram e mais 80 ficaram feridas. As famílias são todas pobres, muitas perderam seu sustento principal ou agora têm que pagar por tratamento médico caro. Sua ajuda permitiu a compra de medicamentos, alimentos e outras necessidades e, assim, facilitou algumas das necessidades práticas mais imediatas.

O fato de que o número de vítimas não foi ainda maior, deveu-se sobretudo às ações corajosas de um homem, Akash Bashir, de 20 anos, que tinha se oferecido como voluntário para fazer a segurança da igreja. Ele viu o homem-bomba, que estava usando um cinto explosivo debaixo de suas roupas, antes que ele tivesse a chance de entrar na igreja e conseguiu lutar com ele no chão. O atacante detonou seu cinturão suicida, matando ele mesmo e o jovem Akash instantaneamente, mas sem conseguir entrar na igreja. O jovem Akash sem dúvida salvou inúmeras vidas, pois haviam 600 pessoas dentro da igreja. Sua família também estava entre aqueles que a ACN ajudou graças à generosidade de seus benfeitores. Seu pároco, padre Francis Gulzar, diz: "As palavras não podem descrever a tristeza que sentimos com a perda deste herói e mártir. Milhares de pessoas vieram ao seu funeral, para lhe prestar as últimas homenagens e a todos os que morreram nesse ataque”.

Dom Sebastian Francis Shaw, de Lahore, expressou sua gratidão por essa ajuda e prestou homenagem ao trabalho da ACN: "A ACN não é apenas uma agência de ajuda, mas uma espécie de movimento que encoraja as pessoas a serem misericordiosas, a confiar e a orar. A ACN nos apoia em nossas dificuldades com orações e boas palavras; ajuda as vítimas que precisam de misericórdia, nos ajuda de muitas maneiras com obras de misericórdia e, assim, também nos ajuda a ajudar os outros a serem misericordiosos".

Lido 2961 vezes

1 Comentário

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.